Produzido por: http://leitaoemacao.com

  Edição de FEVEREIRO/2018

    4  
    Turco   5 fev  

    PETROBRAS - PORQUE DEIXEI DE SER SÓCIO - PETR4

    Dentro da minha estratégia de também deixar de sócio de estatais, aproveitei o "gap" do mercado e me desfiz da PETROBRÁS, no dia 01/02, com ganho líquido equivalente a variação real diária da SELIC no período, já descontados os 15% do IR. 
     
    Agora só falta a CEMIG.

      JX, Capt. Gottlieb, Leitão, Luiz_Alvim curtiram isto.



    4  
    Capt. Gottlieb   6 fev  

    PETROBRAS - PORQUE DEIXEI DE SER SÓCIO - PETR4

    Turco, meus parabéns! Estou fazendo o mesmo com o Banco do Brasil e certamente farei o mesmo com a Petrobras. Realmente empresas estatais sempre são inseguras, pois a política ou politicagem dita o rumo da administração. Conheço mais de 30 países e nunca vi um governo bom, 100 % honesto e 100% preocupado com o bem estar do seu povo. Os governos podem ser classificados em apenas 3 tipos: ruins, péssimos e "pra lá de péssimos". O Brasil chegou na última classificação no governo da anta, bem perto ... Ver mais de venezuelar e agora está ligeiramente menos ruim, isto é: - Está péssimo! Preciso apenas que a PETR4 suba um pouquinho mais para dar o merecido bicudo onde termina a espinha da petroleira e comprar uma empresa melhor e sem ingerência do governo. Parabéns!

      Leitão, Turco, Luiz_Alvim, José curtiram isto.



    3  
    Turco   8 fev  

    BONIFICAÇÕES, DESDOBRAMENTOS E REMEMBRAM... - BBDC4

    Cidade de Deus, Osasco, SP, 7 de fevereiro de 2018 
     
    Fato Relevante 
     
    O Banco Bradesco S.A. comunica ao mercado, aos seus acionistas e clientes que o Conselho de Administração da Sociedade, em reunião realizada nesta data, registrou proposta para aumento do capital social, com reservas de lucros e bonificação em ações, a ser deliberado pelos acionistas na Assembleia Geral Extraordinária a ser realizada em 12 de março de 2018, às 16h, conforme segue: 
     
    Aumento ... Ver mais do Capital Social com reservas de lucros e bonificação em ações: aumentar o capital social em R$8.000.000.000,00, elevando-o de R$59.100.000.000,00 para R$67.100.000.000,00, com bonificação em ações, mediante a capitalização de parte do saldo da conta “Reservas de Lucros - Reserva Estatutária”, em conformidade com o disposto no Artigo 169 da Lei no 6.404/76, com a emissão de 610.896.190 ações nominativas-escriturais, sem valor nominal, sendo 305.448.111 ordinárias e 305.448.079 preferenciais, que serão atribuídas gratuitamente aos acionistas na proporção de 1 nova ação para cada 10 ações da mesma espécie de que forem titulares na data-base, a ser fixada após a homologação do processo pelo Banco Central do Brasil, observando-se que: 
     
    I. Objetivos: a operação de bonificação tem o propósito de: a) aumentar a liquidez das ações no mercado, considerando que uma quantidade de ações maior em circulação, potencialmente, gera incremento nos negócios; b) possibilitar um ajuste na cotação das ações, tornando o preço por ação mais atrativo e acessível a um maior número de investidores e c) melhorar a adequação do saldo das reservas de lucros frente aos 
    limites legais. 
     
    II. Data-Base de Direito à Bonificação: será comunicada ao mercado após a aprovação do respectivo processo pelo Banco Central do Brasil. 
     
    III. Negociação: as atuais ações continuarão a ser negociadas com direito à bonificação e as novas ações serão liberadas à negociação após a aprovação do respectivo processo pelo Banco Central do Brasil e inclusão na posição dos acionistas, que será objeto de comunicação ao mercado. 
     
    IV. Direito das Ações Bonificadas – farão jus a dividendos e/ou juros sobre o capital próprio que vierem a ser declarados a partir da data de sua inclusão na posição dos acionistas. Farão jus também, de forma integral, a eventuais vantagens atribuídas às demais ações a partir da citada data. 
     
    V. Juros sobre o Capital Próprio Mensais: serão mantidos em R$0,017249826 por ação ordinária e R$0,018974809 por ação preferencial (brutos), com pagamento pelo valor líquido de R$0,014662352 por ação ordinária e R$0,016128588 por ação preferencial, já deduzido o imposto de renda na fonte de 15% (quinze por cento). Continuarão sendo pagos em conformidade com a Sistemática de Pagamento Mensal de Dividendos/Juros sobre o Capital Próprio. O imposto de renda na fonte não se aplicará às pessoas jurídicas 
    que estejam dispensadas da referida tributação. 
    Dessa forma, o montante global pago mensalmente aos acionistas será incrementado em 10%, após a inclusão das novas ações nas suas posições. 
     
    VI. Frações de Ações: a bonificação será efetuada sempre em números inteiros. As sobras decorrentes das frações de ações serão separadas, agrupadas em números inteiros e vendidas em leilão a ser realizado na B3 S.A. - Brasil, Bolsa, Balcão (B3). Após a necessária aprovação do processo pelo Banco Central do Brasil, e antes da venda, o Bradesco fixará prazo, não inferior a 30 dias, durante o qual os acionistas poderão transferir as frações de ações, conforme dispõe o Parágrafo Terceiro do Artigo 169 da Lei no 6.404/76. Posteriormente à venda das ações, os respectivos valores serão disponibilizados aos acionistas que fizerem jus. Outros detalhes serão informados aos acionistas, oportunamente. 
     
    VII. Custo das Ações Bonificadas: o custo atribuído às ações bonificadas é de R$13,095514641 por ação, independentemente da espécie, para os fins do disposto no Artigo 10 da Lei no 9.249/1995 (com nova redação dada pela Lei no 12.973/14), e no Parágrafo Primeiro do Artigo 58 da Instrução Normativa no 1.585/15, da Secretaria da Receita Federal. 
     
    VIII. Procedimentos Adicionais – Pagamento de Frações de Ações: os valores decorrentes das frações de ações serão colocados à disposição dos acionistas, conforme segue: 
    a) aos acionistas com ações depositadas na Sociedade e que mantêm os dados cadastrais e bancários atualizados, mediante crédito a ser efetuado nas contas correntes em Instituição Financeira por eles indicadas; e 
    b) àqueles com ações depositadas na B3, pelas Instituições e/ou Corretoras que mantêm suas posições em custódia. 
    Os acionistas que não possuírem os dados atualizados deverão apresentar-se na Agência Bradesco de sua preferência, munidos de CPF, RG e comprovante de residência, para atualização cadastral e recebimento dos respectivos valores a que têm direito. 
     
    Eventuais esclarecimentos poderão ser obtidos no site de Relações com Investidores - www.bradescori.com.br – Informações ao Mercado - Comunicados ou na Rede de Agências Bradesco. 
     
    Banco Bradesco S.A. 
    Alexandre da Silva Glüher 
    Diretor Executivo Vice-Presidente, 
    Chief Risk Officer (CRO) e 
    Diretor de Relações com Investidores

      Raphaelfrf, Abreu, Capt. Gottlieb curtiram isto.



    3  
    Seco   9 fev  

    AÇÕES COM PREÇO ELEVADO.

    Acredito que se a empresa atender aos seus critérios, não tem pq não comprar, independente do preço de entrada, afinal ao longo dos anos a tendência é encarar mercados de alta e de baixa, e como o objetivo é o longo prazo, você vai acabar melhorando o preço médio de qualquer forma... Se no decorrer do tempo a empresa se tornar ruim, você sai, independente de estar ganhando ou perdendo, afinal de contas não se acerta todas....

      Turco, Capt. Gottlieb, José curtiram isto.



    3  
    Antonio P Carvalho   12 fev  

    COMO SABER O PREÇO DE COMPRA - SANB3

    Bom dia! 
     
    Muito obrigado.  Voce e fora de serie. 
     
    Como diziam no meu antigo trabalho 
     
    Trabalho completo de assessoria. 
     
    Um grade abraco e muito obrigado. 
     
    Antonio Carvalho

      Turco, Capt. Gottlieb, José curtiram isto.



    16  
    Turco   12 fev  

    CARTEIRA PARA OS FILHOS: COMO FAZER?

    Dia destes vi no CHAT do LEITÃO algumas pessoas externando o objetivo de formar Carteira de IG para os filhos menores de idade, inclusive recém-nascidos. 
     
    Nesta linha, gostaria de compartilhar meus conhecimentos acerca do assunto. 
     
    1. Doações seriam necessárias ser feitas aos filhos, haja vista que até os 16 anos, a não ser que tenham sido aquinhoados por alguma herança por testamento, não teriam legalmente como gerar receitas que lhes permitissem amealhar patrimônio; ... Ver mais  
       
    2. Qualquer pessoa pode se habilitar a Doador, inclusive não familiar; 
     
    3. As doações devem ser feitas em espécie, porque é possível contar com a isenção do ITCMD – Imposto sobre Transmissão Causa Mortis e Doação de Quaisquer Bens ou Direitos, em alguns estados; 
     
    4. Será necessário tirar RG, CPF, abrir conta em banco e na Corretora para o filho. Se desejar que a conta bancária seja conjunta com um adulto, o primeiro titular deverá ser o menor. Tem corretoras que permitem que a conta bancária seja Conta Poupança, e tem bancos que permitem que TED e DOC sejam feitos a partir dessas contas; 
     
    5. Não acho interessante fazer uma Carteira em nome de um dos pais e doar para o filho na maioridade.  Além de não isentar a transferência por doação dos ativos, as Receitas Estaduais exigem que, quando da doação, o ITCMD tenha por base o valor de mercado e não o de aporte.  Já Receita Federal aceita que a doação seja feita pelo valor do aporte. 
     
    6. É necessário que as Doações e a Carteira sejam registradas na Declaração de Ajuste Anual do IRPF do Doador e do Donatário, quer sejam feitas em separado ou tendo o Donatário como dependente do Doador.  
     
    O ITCMD pode variar de 4 a 8%. No Estado do Espírito Santo a alíquota é de 4% e a doação em espécie tem isenção de até 5.000 VRTEs ( Valor de Referência do Tesouro Estadual) por ano civil, desde que comprovada a transferência dos valores pelo DOADOR ao DONATÁRIO. Para o ano de 2018 o valor do VRTEs foi fixado em R$ 3,2726, o que dá um limite de isenção de R$ 16.363,00 / ano. 
     

      Safo, Leitão, shi, Carlão_A, Seco, Luiz_Alvim, FTA, Túlio , Ugo Zanchi, Diego, Capt. Gottlieb, Samanta Arrais, Abreu, Rafael Bicalho, Leopoldo, José curtiram isto.



    7  
    Capt. Gottlieb   20 fev  

    CARTEIRA PARA OS FILHOS: COMO FAZER?

    Turco, esta sua postagem é muito oportuna, pois a maioria das pessoas não lembra do Direito de Sucessão e seus desdobramentos. Ninguém gosta de pensar que a vida é finita e repleta de venturas e desventuras. Tempos atrás fiz uma postagem sobre herança de ações e como os herdeiros deveriam se portar diante da Receita Federal, da Fazenda Estadual (ITCMD) e dos honorários dos advogados.   
    O futuro a DEUS pertence e nos meus 71 anos de vida já vi situações em que o Direito de Sucessão ... Ver mais criou um desfecho bem diferente do imaginado. O caso mais dramático foi de uma senhora italiana, conhecida da minha avó (todos moradores no Bairro do Bixiga - São Paulo - bairro dos italianos). Ela era viúva, estava muito bem de vida e resolveu passar todos os bens para o seu único filho. Um ano depois o filho, com pouco mais de 30 anos faleceu num acidente, deixando uma jovem esposa e dois filhos pequeninos. A moça logo ficou conhecida como "viúva alegre", pois era jovem, bonita, dona de valioso patrimônio e desejava reconstruir a sua vida conjugal com um novo marido. Assim sendo a velha italiana, que havia amealhado todo o patrimônio se tornou dependente da nora! Como sogra e nora não se bicavam imagine a situação. Enfim uma tragédia, uma humilhação! 
    Não vejo com bons olhos abrir uma carteira de ações para os filhos menores, pois ninguém sabe o futuro. A idéia de deixar um patrimônio, uma segurança é boa, mas ninguém pode garantir o caráter que seus filhos vão ter e muito menos os destinos de suas vidas futuras. Salvo no caso de filho deficiente, com incapacidade laborativa, acho arriscado abrir uma carteira de ações para filhos menores.  
    Eu só tenho uma filha e preferi ajudá-la a montar uma carteira de ações, após a sua conclusão do curso superior. Desta forma ela já sabe bem o que estará recebendo de herança quando eu for fazer a minha viagem final.  
    O Direito de Sucessão prega peças nos mais desavisados e incautos. Casamentos, ajuntamentos, uniões estáveis, uniões não estáveis, divórcios, separações, conflitos familiares, filhos, netos, noras, genros, mortes precoces, etc. podem fazer o dinheiro seguir um caminho diferente, completamente dentro da Lei, mas em total desacordo com a nossa vontade.  
    Esta é apenas a minha opinião e respeito quem pense de modo diverso.  
    Abraços

      Samanta Arrais, Turco, Leitão, Guirado, Luiz_Alvim, José, Luiz Roberto curtiram isto.



    4  
    Capt. Gottlieb   20 fev  

    CARTEIRA PARA OS FILHOS: COMO FAZER?

    Samanta, boa tarde! 
    Tenho só 71 anos e fui Médico Cirurgião por mais de quatro décadas, portanto Direito não é minha praia. Meu conhecimento em ações foi obtido no Curso do Leitão. Você faz uma colocação interessante, pois informa que montando uma carteira de ações para tua filha esta seria administrada pelo pai, na tua falta. Eu confesso ter pequeno conhecimento jurídico, mas os advogados competentes conhecem bem o Direito de Sucessão e tem várias soluções para proteger o patrimônio de ... Ver mais um herdeiro menor. Já vi fazerem isto com imóveis, onde por via judicial  estabelecem-se vínculos e restrições. Assim sendo o tutor do menor herdeiro fica impedido de alterar a herança da criança. Sugiro conversar com um advogado que conheça bem o Direito de Sucessão. Abraços.

      Turco, Leitão, Luiz_Alvim, José curtiram isto.



    6  
    Turco   20 fev  

    CARTEIRA PARA OS FILHOS: COMO FAZER?

    Não tenho esta preocupação em deixar herança aos filhos. 
     
    A eles, tenho três na faixa dos "quarenta", proporcionei o legado de uma boa educação familiar, uma formação acadêmica razoável e, ao completarem 21 anos, um imóvel modesto para que começassem a vida com independência e dignidade. 
    Daí em diante deixei a eles o privilégio de exercitar o livre arbítrio. 
    Eu e minha companheira estamos na mesma faixa etária, comungamos do mesmo ideário de vida, levamos uma ... Ver mais vida modesta, confortável e segura.  
    Será inevitável deixarmos algum valor de herança, mas sem planejamento prévio e/ou expectativa.  
    A principal, considero, já deixamos! 
    O que ficar, ficou, será o que sobrar!! 
    Não obstante, admiro e respeito os que se preocupam com a pequena prole no que tange à segurança patrimonial, também já passei por esta fase, e comungo com o Capitão quanto a preocupação que embasem suas decisões calcadas na legalidade e em uma boa assessoria. 
    Aliás, esta foi a base para abertura deste tópico, pois é comum me procurarem para ajudar a "legalizar" valores passados a dependentes sem os devidos registros nas Declarações do Imposto de Renda.  
     
     
     

      Capt. Gottlieb, Leitão, Pablo, Luiz_Alvim, Leopoldo, José curtiram isto.



    3  
    Roberto Luis Pivetta   20 fev  

    CARTEIRA PARA OS FILHOS: COMO FAZER?

    Prezada Samanta, 
     
       Creio que esse artigo da exame possa ajudar : http://exame.abril.c(...) 
     
       Abs.

      Leitão, Luiz_Alvim, Turco curtiram isto.



    6  
    Capt. Gottlieb   20 fev  

    BITCOIN - UMA ALTERNATIVA DE INVESTIMENT...

    Vou seguir um raciocínio semelhante ao do Turco. O nome criptomoeda é bem infeliz, pois faz lembrar algo feito às ocultas! E empregar dinheiro em algo que não se sabe bem o que é... é muito perigoso! 
     
    KRYPÓS em Grego Antigo significa oculto. Daí as inúmeras palavras que o empregam como prefixo. Vou citar apenas três: 
    - Criptografia (grafia oculta - letras, caracteres e números num arranjo incompreensível, exceto para os que têm a senha). 
    - Criptologia (estudo ... Ver mais das Ciências Ocultas - Ocultismo) 
    - Criptomarxista (marxista disfarçado) 
     
    Uma pessoa que conheço comprou R$ 1.000,00 em Novembro passado e ficou animadíssimo porque no final do ano já estava com R$ 9.000,00! Agora está menos contente porque caiu para R$ 3.000,00! Mamma mia!!! Que volatilidade, para usar de eufemismo. 
    Quem captou os ensinamentos do Leitão deve saber diferenciar muito bem o que é investimento, o que é especulação e o que é "gambling" (jogo de azar). Não carece de maiores explicações.  
    A tecnologia moderna já está alterando a maneira de se usar o dinheiro, pois hoje eu uso pouco o velho papel-moeda e utilizo frequentemente as transações bancárias e o cartão de débito/crédito. Na minha modesta opinião esta criptomoeda (bitcoin) precisará evoluir muito mais, para deixar de ser algo pouco compreensível para boa parte da pessoas, além de ter altíssimo risco.

      Leitão, Leonardo, Turco, Luiz_Alvim, Safo, José curtiram isto.



    1  
    Turco   23 fev  

    ITAUSA - O QUE DIZER DELA? - ITSA4

    Comunicado que recebi de minha Corretora por e-mail: 
     
    ""Prezado(a) Cliente,  
     
    Seguem abaixo alguns esclarecimentos sobre as subscrições, mais especificamente da empresa Itaúsa.  
     
    O que é uma subscrição? 
    Subscrição é o aumento de capital de uma empresa através da emissão de novas ações, onde os acionistas atuais da empresa têm preferência na compra desta nova emissão.  
     
    Como funciona? 
    Todos os acionistas recebem ... Ver mais uma quantidade específica de direitos de subscrição. A quantidade que cada acionista recebe é determinada conforme a posição em ações do investidor na data pré-estabelecida pela empresa e no fator de subscrição determinado.  
     
    Cada direito de subscrição dá ao investidor o direito de comprar uma ação da empresa a um preço pré-determinado. Ao exercer este direito, o investidor recebe as novas ações da empresa pagando o preço pré-determinado. As ações integrarão sua carteira normalmente e sem diferenciação.  
     
    A empresa estipula um prazo para os investidores manifestarem o interesse em exercer os direitos de subscrição. Em alguns casos, aqueles que não tiverem interesse em participar da subscrição, poderão vender os direitos no mercado. Caso o investidor não tome nenhuma atitude - nem subscreva, nem venda os direitos - nada acontece e o benefício/direito vence e deixa de existir.  
     
    Qual o prazo para a subscrição das ações de Itaúsa? A partir de quando posso manifestar meu interesse? E qual a data máxima? 
    Os acionistas poderão solicitar através do site da Socopa Invest o exercício da subscrição até 28.03.2018, às 12 horas. Dentro da área do cliente, basta acessar o menu "Operações" x "Exercício de Subscrição".  
     
    Eu tenho direito de participar? A quantas ações tenho direito? 
    Cada investidor tem direito a 2,3501435% do total de ações de cada espécie (ON e PN) que possuírem no final do dia 22.02.2018.  
     
    Qual o preço da subscrição? 
    R$7,80, tanto para as ações Ordinárias (ON) quando preferenciais (PN).  
     
    Apareceram alguns ITSA1 e/ou ITSA2 na carteira. O que é isso? 
    ITSA1 e ITSA2 são os códigos dos direitos de subscrição, sendo ITSA1 para as ações ordinárias (ITSA3) e ITSA2 para as ações preferenciais (ITSA4). Você não pagou nada por estes direitos. Leia mais sobre o que são direitos e o que você pode fazer com eles nas próximas perguntas.  
     
    O preço da subscrição está muito abaixo da cotação atual de mercado. Está certo isso? 
    O preço de emissão foi fixado com deságio de aproximadamente 30% sobre R$ 11,17 que é o valor médio ponderado das cotações das ações preferenciais na B3, no período de 06.10.2017 a 02.02.2018. O deságio justifica-se pela volatilidade do mercado acionário brasileiro e com o objetivo de estimular a adesão dos acionistas minoritários na subscrição dos seus direitos.  
     
    Como faço para pagar? Quando devo ter o dinheiro conta? Paga corretagem? 
    O valor total da operação deve estar disponível em conta em 28.03.2018. Não há incidência de corretagem para exercício de subscrição.  
     
    Quando as ações subscritas serão disponibilizadas em minha carteira? 
    Em até 3 dias úteis após a reunião do conselho de administração da empresa para encerramento da subscrição.  
     
    Não quero participar da subscrição. Posso vender meus direitos? Como faço? 
    Caso não queria participar da subscrição, você poderá vender esses direitos. Os direitos estão creditados em sua carteira e você poderá negocia-los da mesma maneira que negocia uma ação. A negociação começa em 28.02.2018. ATENÇÃO: Você só poderá negocia-los até a data limite estipulada pela empresa, 22.03.2018.  
     
    Posso comprar mais direitos? Os direitos comprados no mercado me dão direito a participar da subscrição? Como faço? 
    Sim, pode. Você pode comprar tal como se fosse uma ação negociada a mercado. Os direitos passarão a ser negociados no dia 28.03.2018. Atenção: para a compra de direitos, existe a cobrança de corretagem normalmente. Os direitos comprados têm os mesmos direitos que todos os outros, e também a mesma data de vencimento.  
     
    Caso tenha alguma dúvida, estamos à disposição pelo chat, e-mail ou pelo 0800 7297272.  
     
    Atenciosamente,  
     
    Equipe Socopa Invest   ""

      Leitão curtiu isto.



    4  
    Turco   28 fev  

    DISCUSSÕES SOBRE ETERNIT - ETER3

    FATO RELEVANTE 
     
    Elevação da taxa de atividade da Eternit da Amazônia 
     
    A ETERNIT S.A. (B3: ETER3, “Companhia”) informa aos seus acionistas e ao mercado em geral que dado a demanda por fibras de polipropileno (“PP”) elevou a taxa de ocupação da produção da sua controlada Eternit da Amazônia, em Manaus (AM). 
    A Eternit da Amazônia passou a operar em três turnos, gerando a contratação de 50% a mais da mão-de-obra direta inicial. A elevação da taxa de ocupação ... Ver mais passou de 25% para 85% da sua capacidade mensal, volume este direcionado em sua maior parte às unidades do Grupo Eternit para a fabricação de telhas de fibrocimento com fibras sintéticas. 
    Em linha com seu planejamento estratégico, a Companhia utilizará exclusivamente fibras sintéticas na produção de telhas de fibrocimento até o final de 2018. 
    No final de 2015, a Eternit concluiu o investimento de aproximadamente R$ 95 milhões na implantação desta unidade, sendo a produção de PP suficiente para abastecer todas as unidades fabris da Companhia e ainda a demanda de terceiros, entre eles fabricantes de telhas de fibrocimento, com possibilidade para outros segmentos de materiais de construção, tanto no Brasil como no exterior. 
     
    São Paulo, 27 de fevereiro de 2018. 
     
    Rodrigo Lopes da Luz 
    Diretor de Relações com Investidores

      Leitão, Mônica, Juninho, Capt. Gottlieb curtiram isto.



Edição de FEVEREIRO/2018

 

 

Produzido por: http://leitaoemacao.com/buteco

Edição de FEVEREIRO/2018

FOLHETIM