Produzido por: http://leitaoemacao.com

  Edição de JANEIRO/2018

    12  
    Luiz_Alvim   1 jan  

    RENTABILIDADE E DIVIDENDOS ATÉ 2017

    Caros amigos, 
     
    2017 chegou ao fim. É hora de fazermos um balanço geral de fechamento do ano, inclusive no que se refere aos nossos investimentos. Pelo segundo ano consecutivo a bolsa brasileira teve um ótimo desempenho. Depois de uma expressiva valorização de 38,9% em 2016, o Ibovespa fechou 2017 com uma valorização 26,86%. Para nós, que somos adeptos do Investimento Gradual, o que interessa mesmo e apurar o desempenho da nossa carteira desde o início do IG. 
     
    No ... Ver mais meu caso, com seis anos completados desde que comecei a minha estratégia de IG, entendo que o desempenho da minha carteira continua satisfatório. Conforme pode ser visto na planilha anexa, a rentabilidade da minha carteira neste período foi de 36,2%. Se eu tivesse feito os mesmos aportes na renda fixa (CDI), nas mesmas datas, minha rentabilidade teria sido de 30,5%. Isto significa que tive um ganho no período de 18,7% acima do CDI. Considerando que o risco da RV é muito superior ao da RF, foi um ganho razoável, mas, no longo prazo, creio que pode ser ainda melhor. Atualmente, tenho 26 empresas na minha carteira. Os três melhores desempenhos (rentabilidade) foram: 
    WEG (WEGE3): 96,2% 
    GRAZZIOTIN (CGRA4): 80,5% 
    B3 (BVMF3): 65,5% 
     
    Os três piores desempenhos foram: 
    BIOTOSCANA (GBIO33): - 16,8% 
    VALID (VLID3): -14,3% 
    WIZ (WIZS3): - 0,1% 
     
    No meu caso, considero que, mais importante do que a rentabilidade, é o DY da minha carteira. Lembro que este indicador é apurado pela seguinte fórmula: 
    DY da carteira = Valor dos proventos recebidos no ano/Valor investido desde o início do IG. 
     
    Como já tive a oportunidade de explicar anteriormente, meu objetivo com o IG é formar uma carteira que possa complementar a minha renda de aposentadoria. A meta é: depois de 10 anos, atingir um DY da minha carteira entre 10% e 15%. Este é um indicador que apuro anualmente para a carteira como um todo e para cada uma das empresas. Nestes seis anos de IG o DY da minha carteira ficou assim: 
    2012: 3,6% 
    2013: 3,7% 
    2014: 5,8% 
    2015: 4,2% 
    2016: 3,3% 
    2017: 3,3% 
    Olhando o DY da carteira em 2017, pode parecer que ele não foi bom, mas existem duas explicações para isto. A primeira é que a maior parte dos proventos recebidos em 2017 são advindos dos lucros alcançados pelas empresas em 2016, um ano de forte recessão. A segunda explicação tem a ver com uma situação específica minha. No final de 2016 recebi um volume de recursos extras bem significativo e decidi aplicar boa parte dele na minha carteira de ações ao longo de 2017. Isto significa que a maior parte das ações que adquiri em 2017 somente farão jus a proventos em 2018, enquanto que este valor aplicado foi somado ao denominador da fórmula, ajudando a reduzir um pouco o indicador apurado para o ano. Individualmente, os três melhores DY de 2017 foram: 
    TAESA (TAEE11): 7,2% 
    HYPERMARCAS (HYPE3): 5,9% 
    BB SEGURIDADE (BBSE3): 5,5% 
     
    Para 2018, em função da recuperação econômica já em curso, eu espero uma melhoria nos resultados das empresas que estão na minha carteira. Se isto vai refletir diretamente no desempenho de suas ações, não dá para saber, principalmente porque o ambiente político conturbado que estamos vivendo pode trazer grande volatilidade para a bolsa. Aproveito para desejar a todos os amigos do Buteco um ótimo 2018, com muita saúde, paz e sucesso nos investimentos. 
     
    Abraço, 
    Luiz Alvim 
     

      JX, Leitão, Carlão_A, José, Carlos , Roberto Luis Pivetta, Leopoldo, Turco, Fabiano, aresno, MARTINS, Jorge Carlos curtiram isto.



    6  
    Luiz_Alvim   2 jan  

    EVOLUÇÃO IG X IBOV

    Olá Leopoldo, 
     
    Fui dar uma olhada nos números mais precisos do IBOV em 2016 e 2017. Em 2016 o índice valorizou 38,9% e em 2017 26,86%. No acumulado dos dois anos a valorização foi de 76,12%. É um pouco menos do que os 100% que você comentou, mas, de qualquer forma, maior do que a valorização da sua carteira no período. Acho que o IBOV é uma referência válida, embora eu não o utilize para as minhas comparações. Se for adotá-lo, o melhor seria compará-lo com a valorização da sua ... Ver mais carteira desde o início do IG. No meu caso, prefiro fazer a comparação do desempenho da minha carteira de IG com a renda fixa (CDI). Lembro que a planilha de IG do Mestre Leitão, faz esta comparação considerando cada valor aportado em cada compra feita, ou seja, ela mostra a rentabilidade que você teria se tivesse aplicado o dinheiro na renda fixa ao invés de investir nas ações. 
     
    Outro detalhe importante, é que o IBOV não é formado apenas por empresa que possuem fundamentos ruins. Existem várias empresas boas no IBOV e outras nem tanto. Se no longo prazo a nossa carteira de IG vai bater o IBOV ou não, eu, sinceramente, não acho isto relevante. Mas, o que é importante mesmo, em minha opinião, é que a nossa carteira bata a renda fixa, pois, se não for assim, não faria o menor sentido investir em ações, sendo a RV muito mais arriscada do que a RF. 
     
    Abraço, 
    Luiz Alvim 

      Leitão, Ploko, Turco, Bruno Bartolomasi, aresno, MARTINS curtiram isto.



    3  
    José   2 jan  

    RENTABILIDADE E DIVIDENDOS ATÉ 2017

    Caros minha carteira irá fazer cinco anos, tive que diminuir os aportes e não colocar mais empresas na minha carteira, motivo Faculdade de Odontologia particular da minha filha, que custa muito caro. 
    Enfim são 14 ações entre elas algumas compradas no início do IG, que não deu muito certo, devido a crise, e elas não conseguiram gerar resultados, mas as mantenho. 
    O meu resultado em 2017, foi bom, fechei o ano com 28% de resultado superando o Ibovespa, ainda não superei o DI, mas ... Ver mais estou no caminho. 
    O meu DY ficou em 3,0%, também um bom resultado contra 2,48% no ano de 2016. 
    Não é um resultado expressivo mas estou feliz, pelas minhas dificuldades que passei em 2017.

      Carlão_A, Luiz_Alvim, MARTINS curtiram isto.



    3  
    Luiz_Alvim   3 jan  

    EVOLUÇÃO IG X IBOV

    Olá Leopoldo, 
     
    Comparar a rentabilidade de uma carteira de IG com o IBOV não é uma tarefa simples. Nós, que praticamos o IG, fazemos compras regulares (mensalmente) ano após ano e, portanto, não dá para fazer uma comparação direta com a variação do IBOV num determinado período. Tomando como exemplo a sua própria carteira com os dados que você colocou no post anterior, a rentabilidade da sua carteira em seis anos de IG (26%) não pode ser comparada com a variação do IBOV no mesmo ... Ver mais período. Sua carteira foi montada ao longo do tempo, enquanto que a variação do IBOV (33,56%) foi apurada entre o ponto inicial e o final. Esta comparação somente faria sentido se você tivesse feito apenas um aporte único na sua carteira logo no início. 
     
    Apenas como curiosidade, o desempenho do IBOV no período que você citou (33,56%) foi muito fraco quando comparado ao da renda fixa (CDI), que alcançou 84,17% no mesmo período.  
     
    Abraço, 
    Luiz Alvim 
     

      Bruno Bartolomasi, aresno, Abreu curtiram isto.



    3  
    Luiz_Alvim   4 jan  

    RENTABILIDADE E DIVIDENDOS ATÉ 2017

    Olá Paulo, 
     
    Aqui no Buteco nós geralmente tratamos mais do investimento em ações, mas, você tem toda a razão. O investimento em RF no Brasil pode nos trazer um bom retorno e, dependendo da situação, com um risco bem menor do que o da RV. 
     
    Na verdade, eu penso que o ideal mesmo é termos um portfólio de investimentos mais diversificado, pois isto contribui para diminuir o nosso risco. Eu tenho procurado fazer isto. A minha carteira de IG tem um papel importante ... Ver mais dentro da minha estratégia para complementação de aposentadoria, mas não me baseio apenas nela. Tenho uma parte dos meus recursos aplicados em RF (Tesouro Direto), em fundos multimercado e fundos de previdência. A reserva de emergência eu deixo em CDB e fundos DI com baixa taxa de administração, que possuem liquidez imediata. Só não gosto muito é de aplicar em imóveis. Dá muito trabalho e amolação para administrar (rs.rs.rs...). 
     
    Abraço, 
    Luiz Alvim 

      Paulo RS, Capt. Gottlieb, MARTINS curtiram isto.



    3  
    shi   5 jan  

    RENTABILIDADE E DIVIDENDOS ATÉ 2017

    Boa noite.... 
     
    Neste período tem dado R=36,56%, sem considerar os proventos.  
    Geralmente eu considero sempre o valor real que eu possa resgatar. 
    Pelo período das nossas IG"s, "Luiz e Turco" os rendimentos estão bem próximos.

      Turco, Luiz_Alvim, MARTINS curtiram isto.



    3  
    Luiz_Alvim   5 jan  

    RENTABILIDADE E DIVIDENDOS ATÉ 2017 - ENEV3

    Caro Pivetta, 
     
    Pois é, a ENEVA (ENEV3) é a empresa mais recente na minha carteira. Comecei as compras em outubro/17. E você tem razão, quando diz que os indicadores históricos dela não são lá muito bons. É fato. E ainda tem um agravante: esta empresa é a antiga MPX, que fazia parte das empresas do grupo “X”, do Eike Batista. Lá atrás, quando comecei a estudar a ENEVA e fiquei sabendo disto, minha primeira reação foi torcer o nariz. O Eike é um empreendedor megalomaníaco, que deu ... Ver mais prejuízo para muita gente que embarcou nos seus sonhos e pagou muito caro pelas ações de suas empresas pré-operacionais. A maioria destas ações simplesmente virou pó, mas, a ENEVA talvez seja um de seus poucos legados positivos. Vou tentar fazer um resumo da empresa para explicar melhor.  
     
    A antiga MPX Energia era uma empresa geradora de energia elétrica baseada em usinas térmicas a carvão e gás. Ela abriu o seu capital em 2007 ainda sem produzir nada. As primeiras unidades geradoras só ficaram prontas em 2012 e pouco depois começou a derrocada do grupo “X”. Quando a vaca do Eike foi para o brejo, a MPX era uma das poucas empresas dele que tinha algum ativo em operação, mas assim mesmo muito precariamente. A empresa, já com o nome de ENEVA, estava muito endividada, acabou entrando em recuperação judicial e o Eike perdeu o controle dela. Na saída da recuperação judicial aconteceu uma mudança societária importante, pois os bancos BTG Pactual e ITAÚ, dois dos maiores credores da empresa, tornaram-se sócios numa troca de dívida por capital. 
     
    No final de 2017 a empresa fez um Re-IPO captando R$ 835 milhões numa oferta primária ao mercado. Este dinheiro foi totalmente utilizado para quitar as dívidas mais caras que ela tinha, reduzindo o seu grau de endividamento para um nível bem aceitável. Atualmente a estrutura acionária da ENEVA é a seguinte: 
    BTG Pactual – 27% 
    Cambuy Investimentos – 23% 
    Uniper – 6% 
    ITAU – 6% 
    Outros – 38% 
     
     
    A ENEVA de hoje é uma geradora térmica com um modelo de negócio único no país, pois consome nas suas usinas térmicas o gás que é produzido por ela mesma, o que a torna muito competitiva. Todas as demais geradoras térmicas do país precisam comprar o gás que consomem de outras empresas, Petrobrás principalmente. Negócio competitivo, mercado crescente para o seu produto, gestão muito competente e acionistas controladores confiáveis, formam um quadro muito interessante, no meu modo de ver. Por isto, acabei selecionando a  ENEV3, por enquanto para o segundo grupo de empresas que formam a minha carteira.  
     
    Estou anexando uma apresentação institucional da empresa, com muitas informações adicionais sobre ela. 
     
    Abraço, 
    Luiz Alvim 
     

      Roberto Luis Pivetta, José, MARTINS curtiram isto.



    3  
    José   7 jan  

    RENTABILIDADE E DIVIDENDOS ATÉ 2017

    Olá 
    Turco ou Luis_Alvim! 
    Vocês mencionaram  a Renda Fixa, e o IPCA. 
    O acumulado que vocês mencionaram eu não consegui calcular. 
    Pesquisando na internet o IPCA acumulado da minha carteira que é de janeiro de 2013, achei um IPCA: 
    2013 = 5,91% 
    2014 = 6,41% 
    2015 = 10,67% 
    2016 = 6,28% 
    2017 = como não está fechado e deixei com 3% 
    total acumulado de 2013 a 2017 de 32,27% 
     
    A Renda Fixa ... Ver mais peguei o CDI: 
    2013 - 8,02% 
    2014 - 10,77% 
    2015 - 13,18% 
    2016 - 14% 
    2017 - 9,93% 
    De 2013 a 2017 total de 55,90% 
     
    O Luis_Alvim fala de sua rentabilidade no CDI seria de 30,5%. 
    O Turco teria rendimento de 24,52%. 
     
    Poderia informar como foi feito os cálculos onde chegaram nesse percentual? 
     
    Obrigado 
     
     
     
     
     
     

      Luiz_Alvim, Turco, MARTINS curtiram isto.



    5  
    Luiz_Alvim   8 jan  

    RENTABILIDADE E DIVIDENDOS ATÉ 2017

    Olá José, 
     
    Os dados que estão na planilha que publiquei no post que deu origem a este tópico foram extraídos da planilha de controle de IG que o Mestre Leitão disponibiliza no final do curso de AF. Eu até utilizo algumas outras planilhas de apoio que fiz para outras finalidades, mas o controle da minha carteira de IG mesmo é feito na do Mestre. 
     
    Não faço comparação da rentabilidade da minha carteira com o IPCA, ou qualquer outro índice de inflação, porque no ... Ver mais IG nós fazemos compras regularmente todos os meses e o índice de inflação informado na planilha é de ponta a ponta. É uma situação similar à que discutimos com o nosso colega Leopoldo recentemente num tópico que ele abriu para tratar da comparação do IBOV com a rentabilidade da carteira de IG. Em minha opinião, não faz muito sentido fazer este tipo de comparação. 
     
    Já no caso da comparação da rentabilidade da carteira de IG com a renda fixa, temos uma situação bem diferente, porque a planilha do Mestre faz esta comparação automaticamente. Repare que nas linhas desta planilha onde são registradas as informações de cada compra que fazemos existe uma coluna chamada “custo de capital”. Esta informação é calculada tomando como base a rentabilidade média anual da renda fixa, um dado que podemos inserir na planilha. No meu caso, utilizei como parâmetro o CDI médio no período 2012/2017. Não é o CDI acumulado nos seis anos, mas a média aritmética simples dos CDIs anuais. Deu 10,7%.  Com base neste parâmetro informado e na data e valor de cada compra a planilha de IG calcula automaticamente quanto teria sido a rentabilidade auferida se tivéssemos aplicado o dinheiro na renda fixa. No meu caso, o cálculo deu 30,5% enquanto que a rentabilidade da carteira foi de 36,2%. 
     
    Caso você ainda fique com alguma dúvida, fique à vontade para colocá-la. Este espaço é para isto mesmo. 
     
    Abraço, 
    Luiz Alvim 

      Leitão, Leopoldo, Turco, aresno, MARTINS curtiram isto.



    3  
    Leopoldo   8 jan  

    EVOLUÇÃO IG X IBOV

     
    Luiz,  
     
    Só de curiosidade, peguei a rentabilidade de cada ativo do meu IG, sem considerar aportes, como se fosse tudo aplicado lá no início, fiz uma média e comparei com IBOV. Aí sim a diferença é muito grande, 153% contra 56% do IBOV. 
     
    Abraço

      Luiz_Alvim, aresno, Andrey curtiram isto.



    3  
    José   8 jan  

    RENTABILIDADE E DIVIDENDOS ATÉ 2017

    Boa noite senhores! 
     
    Turco e Luiz_Alvim, vocês dois foram excelentes na didática. 
    Turco quanto ao cálculo do IPCA e ao calculo da Renda fixa , é isso mesmo que eu estava com dúvidas. 
    Luiz_Alvim Schow de bola, também pela sua didática. 
    Não estava levando em consideração a planilha do Mestre, que realmente é excelente para o acompanhamento do IG. 
    Obrigado 
     

      Turco, Luiz_Alvim, MARTINS curtiram isto.



    6  
    MOISÉS JR.   9 jan  

    SCL AGRÍCOLA: O QUE DIZER DELA? - SLCE3

    Zanoni, sou agricultor aqui em GO. Vou ser bem sincero para você. A SLC é muito capitalizada, recentemente vendeu terras no MT, realizou lucro e continuou trabalhando nelas (ou seja, ela vendeu já com um contrato de arrendamento feito com o comprador). 
    Na minha opinião, fez o certíssimo. Há um ditado que diz que "quem compra terra nunca erra". Mas, talvez o comprador erra ao ser emocionalmente ligado ao seu patrimônio, torna-se financeiramente cego. 
     
    A margem líquida ... Ver mais dela de 16,3% me anima muito. Por ser o setor de Agricultura e ainda mais, na parte da produção, realmente os resultados são cíclicos, mas são consistentes! 
     
    Como diria o mestre Leitão, estou de olho nela, mas preciso ser consciente que não é pela emoção por ser Agricultor. Logicamente teria todos os motivos para investir em outros setores, mas a Gestão da SLC me chama muito a atenção positivamente, pois nasci e cresci nesse ambiente rural e agrícola. Vou acompanhá-la até o último ciclo do meu rodízio se completar. Se fosse hoje, ela faria parte da minha carteira, que tem/terá empresas com peso 1 (a SLC entraria nele) e empresas com peso 2 de valor. Ou seja, peso 1 valor menor e peso 2 valor maior.

      Zanoni, José, Luiz_Alvim, Leitão, Bruno Bartolomasi, Diego curtiram isto.



    10  
    Luiz_Alvim   14 jan  

    ESTRATÉGIA DE INVESTIMENTO

    Caro Andrey, 
     
    É muito bom ver que você, antes de iniciar as suas compras, está se preocupando em escolher bem suas empresas e definir algumas estratégias que, embora aparentemente simples, são importantes para que o seu investimento através do IG tenha sucesso no longo prazo. Quando saímos dos ótimos cursos do Mestre Leitão, costuma dar uma vontade danada da gente sair comprando logo ações para a nossa carteira, mas, posso lhe assegurar, por experiência própria, que esta não é ... Ver mais uma boa prática.  Agi assim há seis anos atrás quando comecei, e depois tive que fazer alguns ajustes, tanto na minha estratégia, como também na escolha de algumas empresas. 
     
    Na minha visão, o IG é um investimento de uma vida (20, 30, 40 anos ou mais), mas, para se obter sucesso, além de ser praticado com muita disciplina, alguns outros cuidados são necessários: 
     
     
    - Definir claramente o objetivo que você pretende atingir através do IG. 
    - Definir metas a serem alcançadas, inclusive com prazos. 
    - Definir bons critérios para selecionar empresas para a sua carteira. 
    - Fazer uma gestão ativa da sua carteira ao longo do tempo, utilizando os mesmos critérios de seleção do item anterior para avaliar o desempenho de cada empresa e, assim, poder tomar uma decisão consciente se tiver que excluir alguma empresa no meio do caminho. 
     
    E, por último, o que considero mais importante: estudar sempre, para aumentar cada vez mais o seu nível de conhecimento. Costumo dizer que o conhecimento é a chave de tudo, em qualquer tipo de atividade de natureza humana, e nos investimentos não é diferente. 
     
    Seguem abaixo as minhas respostas para os três itens que você colocou, lembrando que elas estão baseadas na minha experiência própria. Outros colegas podem ter opiniões um pouco diferentes, o que considero absolutamente normal. 
     
    1 – Tempo do ciclo de compras 
    No meu modo de ver, ciclos de compra mais curtos são melhores do que os mais longos. Por uma razão simples: como o mercado de ações costuma ser muito volátil, os ciclos mais curtos aumentam a chance da sua carteira como um todo passar de uma forma mais homogenia pelos períodos de altas e baixas. Mas, existe uma outra variável que você precisa considerar também: dependendo do valor mensal que você pretende investir, é preciso avaliar se as taxas de corretagem que você irá pagar ao comprar mais ações em cada mês serão razoáveis. Isto pode variar de corretora para corretora 
     
     
    2 – Precificação das ações 
    Para quem pratica o IG, a variável P/L (preço sobre lucro) não é muito relevante. E quanto maior for o prazo que você definir para o seu IG, menos importante será o preço. Procure se concentrar na análise dos fundamentos de cada empresa de acordo com os critérios de seleção que você mesmo definiu e não dê tanta importância ao preço da ação. O próprio método do IG, que prevê compras regulares com o mesmo valor num sistema de rodízio, torna irrelevante ao longo do tempo a questão do preço. Deixar de comprar uma ação quando chegar a vez dela porque o preço está alto não faz o menor sentido, até porque nenhum de nós tem o dom de prever o futuro. Não dá para saber se na hora da próxima compra aquela ação vai subir ou cair. 
     
    3 – Ordem de compra das ações 
    Cabe a você definir a ordem de compra das ações da sua carteira. Não vejo sentido em agrupar empresas por setor para definir a ordem das compras. Um critério que acho válido é dar prioridade para as empresas que você já estudou bem e tem mais segurança para definir que ela deve mesmo entrar na sua carteira. Estudar bem uma empresa leva tempo. Então, me parece que a ordem de compra deve estar associada à sequência dos estudos que você definir. Pode até acontecer de uma empresa que, a princípio, você considerava boa, depois de um estudo mais aprofundado, ela se mostre menos interessante. Fazendo desta forma, você tem a chance de eliminar uma empresa que você descobriu que não atende os seus critérios de seleção antes mesmo de fazer a primeira compra daquela ação.  
     
     
    Andrey, 
    Gostaria de deixar aqui uma última sugestão: o IG é um método simples e eficiente para se investir em ações no longo prazo. Mas, para se obter sucesso é preciso ter disciplina e persistência para praticá-lo. Nos dois ou três primeiros anos, procure não fazer mudanças no método. Siga a cartilha com rigor. Com o tempo você vai dominar completamente o método e, quando chegar neste ponto, se achar que vale a pena fazer alguma adaptação para melhorar o método, faça de uma forma bem pensada.  
     
    Grande abraço, 
    Luiz Alvim 
     

      Leitão, Seco, José, shi, Turco, Diego, MARTINS, Roberto Luis Pivetta, Italo Junji, Bruno Bartolomasi curtiram isto.



    3  
    Luiz_Alvim   14 jan  

    RENTABILIDADE E DIVIDENDOS ATÉ 2017

    Olá FTA, 
     
    Como já comentei aqui antes, além da minha carteira de IG, eu invisto também em fundos multimercados, fundos de previdência, fundos DI e Tesouro Direto. Existem alguns ótimos fundos disponíveis no mercado, mas, no meu modo de ver, eles são uma minoria. Os melhores fundos não estão nos grandes bancos, mas em gestores independentes. Escolher um bom fundo, não me parece ser uma tarefa simples e alguns cuidados são necessários. 
     
    Com relação à rentabilidade, ... Ver mais acho que cabe a mesma observação que já fizemos quando estávamos discutindo a comparação de uma carteira de IG com a renda fixa e com o IBOV. As rentabilidade dos fundos que são divulgadas consideram um período completo de ponta a ponta, enquanto a rentabilidade de uma carteira de IG considera a data e o valor de cada aporte que foi feito. Há que se tomar cuidado para não se comparar coisas diferentes. 
     
    Abraço, 
    Luiz Alvim 

      Leitão, Turco, MARTINS curtiram isto.



    3  
    Luiz_Alvim   15 jan  

    RENTABILIDADE E DIVIDENDOS ATÉ 2017

    Olá FTA, 
     
    Eu concordo com você. Devemos sempre avaliar se o desempenho dos nossos investimentos está adequado em relação às demais opções disponíveis no mercado. Eu entendo que, para diminuir o risco, na medida do possível, é interessante ter um portfólio mais diversificado.  Acho importante, também, fazer periodicamente um fechamento de todos os ativos que escolhemos para a nossa carteira comparando-os com um “benchmarking” de mercado (CDI, SELIC, IBOV, etc.). No meu ... Ver mais caso, como estou bem próximo de depender da minha carteira para complementar a minha aposentadoria, procuro fazer este fechamento mensalmente, mas, para a turma mais nova, não vejo problema em que isto seja feito a cada três ou seis meses. 
     
    Atualmente, não invisto em fundos de ações, embora reconheça que existem algumas boas opções no mercado, porque, no caso da RV, estou focado na minha carteira de IG. Tenho um objetivo bem definido para o meu IG, que é, depois de dez anos, utilizar os dividendos das ações como complementação de renda e deixar a minha carteira como herança para a família. Por isto, para mim, o DY da carteira é mais importante do que a sua rentabilidade. Se eu tivesse optado por investir num fundo de ações, não teria como utilizar esta estratégia dos dividendos e, para complementar a minha renda, precisaria ir fazendo resgates no fundo, aos poucos.  Resumindo: achei melhor ir formando um bom rebanho, aos poucos, para depois de um certo tempo começar a viver só do leite. Não pretendo vender nenhuma das boas vacas que estão no rebanho, a menos, é claro, daquelas que não estiverem enchendo o balde conforme o planejado. E sempre seguindo um ditado que é muito conhecido aqui nas Gerais: “o olho do dono é que engorda o rebanho”. Rs.rs.rs...  
     
    Abraço, 
    Luiz Alvim 

      Leitão, Turco, MARTINS curtiram isto.



    3  
    Luiz_Alvim   15 jan  

    ESTRATÉGIA DE INVESTIMENTO

    Olá Andrey, 
     
    Pessoalmente, prefiro os ciclos mais curtos e, por isto, a minha opção, seria comprar quatro empresas por mês. Mas, é tudo uma questão de gosto. O mais importante é ter disciplina para investir regularmente, seja lá qual for o tamanho do ciclo. 
     
    Abraço, 
    Luiz Alvim 

      joao, Abreu, Safo curtiram isto.



    4  
    MOISÉS JR.   16 jan  

    RENTABILIDADE E DIVIDENDOS ATÉ 2017

    Olá, grande, aliás imenso Luiz_Alvim (MG) hehe! Espero que esteja tudo bem com o amigo!  
     
    Apenas dando um adendo no seu belíssimo comentário: 
     
    Com o curso do Mestre Leitão e o estudo do comportamento de massa do ser humano, o famoso efeito manada, é fácil entender porque "somente" 30% dos fundos de ações batem o Ibovespa: a bolsa subiu, o investidor investe x geralmente com ganância, acreditando que sempre haverá os vultosos "ganhos" do mês anterior x no fundo ... Ver mais e o fundo tem que comprar ações, pois está com caixa. A bolsa recua, o Imediatista com desespero de perder seu dinheiro x talvez até dinheiro que vai precisar nos próximos meses x já solicita o resgate e o fundo tem que vender ações para liquidar o resgate. 
     
    Ou seja, o fundo "ganhou", teve taxa de performance e de administração. O fundo perdeu, mesmo assim teve taxa de administração (geralmente de 2 a 3% ao ano, para fundos Multimercados ou de Ações). O fundo comprou na alta e vendeu na baixa (seria um Fundo Manada, rsrsrs).  
     
    E, nesse caso, os dividendos ficaram no meio do caminho. Ou seja, as Vacas Leiteiras tornaram-se gabiruzinhos ruins de leite invisíveis que foram incorporados nas cotas dos fundos durante o período de investimento (a incorporação dos dividendos é obrigatória e dividido pelo total das cotas do fundo). 
     
    Assim como nas ações, o grande problema dos Fundos é o Investidor já contar com o rendimento do mês, semestre ou ano anterior(es) e precisar daquele dinheiro nos próximos 36 meses. 
     
    É claro que hoje há boas, aliás, até excelentes gestoras, existem fundos mais honestos, digamos assim. Mas o Luiz Barsi falou uma coisa que me chamou a atenção: ponde entrar e sair governos, o que é garantido já deixou de ser (ex: Plano Collor), mas nunca mexeram nas ações! 
     
    Também invisto em dois fundos multimercados, mas não abrirei mão do meu IG iniciado em Dezembro de 2017. Até porque, atualmente, as taxas de corretagem estão bem mais honestas para o Investidor Paciente.  

      Luiz_Alvim, Leitão, Turco, MARTINS curtiram isto.



    6  
    Italo Junji   16 jan  

    CRITÉRIOS PARA FORMAÇÃO DE CARTEIRA

    Olá Cláudio, 
     
    Tem 6 meses que comecei a comprar ações com IG. Acho que você está com um sentimento semelhante ao que eu passei antes de entrar na bolsa que era: "MEDO DE COMEÇAR "PERDENDO" ". 
     
    Isso é normal principalmente porque estamos entrando em algo ainda "desconhecido", apesar de termos obtido uma boa base educacional aqui no curso. Afinal de contas, "treino é treino, jogo é jogo" como diria o R10. E se for pra começar, que comecemos bem não é mesmo? 
     
    Sobre ... Ver mais a questão de comprar uma estatal, eu concordo que não é recomendável você ter uma carteira só de estatais, mas também não acho desprezíveis todas elas. Uma ou outra pode ser uma boa e ter bons fundamentos, sugiro só observar a SANEPAR, se quiser. 
     
    Mas retomando o contexto em que vc se insere que é dar o pontapé inicial, vou te dizer rapidamente o que eu segui e funcionou pra mim nesse começo até então: 
     
    1) Primeira compra, é onde você terá todo o cardápio a sua disposição, então dentre as ações filés, vc pode escolher a(s) mais filé(s) ainda e isso te ajuda a aumentar as chances de "começar ganhando". Ações que tem todos aqueles fundamentos que estudamos com valores bons para comprar. Um critério que te dou aqui é além disso buscar no histórico de cotações as famosas ações escadinhas, aquelas que sempre se mantiveram subindo, subindo, subindo.. ao infinito e além. Essas terão mais chance de serem as suas TOP nesse início. 
     
    2) Conforme as compras vão chegando e passando, fica mais difícil escolher os filés, até que vc chega a pensar que acabaram os filés. Na verdade eles existem, mas a análise fica realmente mais difícil e nesse caso o conselho que dou é gastar mais tempo analisando e estudando as empresas. A pressa é com certeza a inimiga da perfeição nesse começo. E como vc mesmo já salientou é seu DINHEIRO ali em jogo. 
     
    3) Como são as primeiras vezes que vc estará comprando cada papel, nesse início eu tentei sempre que possível aliar/testar análises gráficas para desempatar ou selecionar aquela ação que eu iria comprar na data do mês em que faço os aportes. NÃO ESPECULEI, apenas tentei aliar um ganho "turbinado" neste INÍCIO. 
     
    4) Eu posterguei meu pontapé inicial, minha entrada na bolsa. O famoso "amanha eu vejo...", "mes que vem eu começo...". E te digo em tempos de alta como esse em que estamos, TEMPO É DINHEIRO realmente. Então, dedique! Durma mais tarde, fique mais um pouco na madrugada mesmo analisando, estudando, para começar bem e comece! Dê raça neste início que valerá a pena! Outro conselho é esse! Não deixe a preguiça te pegar! 
     
    Espero que te ajude a organizar suas ideias com minha experiência também de calouro na bolsa. 
    Abraço e sucesso!

      MOISÉS JR., Leitão, Cláudio Núñez, keketo, Turco, André Cenci curtiram isto.



    5  
    Italo Junji   17 jan  

    CRITÉRIOS PARA FORMAÇÃO DE CARTEIRA

    Entendo Cláudio sua percepção sobre os preços e vale com certeza uma reflexão. 
     
    O que posso te dizer é que na minha busca pelas empresas foi difícil encontrar uma que fosse top e ainda com o preço camarada, como vimos no curso do Mestre, um VPL por volta dos 10, certo? Acho que a mais perto disso foi a SAPR3. Lembre-se das prioridades entre os critérios de escolha. Preço é importante, mas não está nos primeiros mais prioritários. 
     
    Entrei também num rali de alta ... Ver mais da bolsa, quando ela tinha batido alguns recordes, como HOJE (marca dos 80 mil pontos). Os preços consequentemente não estavam baixos. Mas se formos pensar no item 1 que comentei anteriormente, em relação a empresas TOP que só se valorizam mais e mais, elas nunca serão "baratas". Se a curva é praticamente crescente, comprando hoje na máxima histórica, meses depois estará em uma máxima maior ainda e assim sucessivamente. Veja a RADL3 como exemplo. 
     
    Estou tentando te encorajar para não ficar depois com sentimento de estar "perdendo a festa" como dizia nosso mestre Leitão! heheheh Mas cara, cada um tem um perfil, e se vc ainda não se sente à vontade para começar é super normal! Só não fique esperando uma crise da bolsa para começar a praticar na vida real, porque acima de tudo, quando praticamos VALENDO, o conhecimento e experiência são AO QUADRADO!! Valiosíssimo! E em investimentos, o TEMPO joga a nosso favor. 
     
    Abraços!

      Leitão, keketo, Cláudio Núñez, Turco, Roberto Luis Pivetta curtiram isto.



    3  
    Luiz_Alvim   17 jan  

    RENTABILIDADE E DIVIDENDOS ATÉ 2017

    Olá FTA, 
     
    Agora, com as informações que você passou, eu consegui entender melhor. Na verdade, você optou por não praticar o IG, mas uma estratégia que é muito mais um tipo “trade”. Utiliza alguma técnica (análise gráfica/análise técnica) para escolher as ações? 
     
    Aqui no Buteco, como a maioria da turma pratica o IG, as comparações entre as carteiras ficam um pouco mais fáceis de serem feitas. Já uma comparação entre Trade e IG eu realmente não vejo como poderia ... Ver mais ser feita. 
     
     
    Em suma, mesmo ficando só no âmbito das ações, eu penso que existem diferentes formas e métodos para se investir. Acredito que o mais importante é o investidor ter um objetivo bem definido (saber onde quer chegar), dominar bem o método que escolheu, e praticá-lo com disciplina. Se, na prática, a estratégia escolhida estiver dando os resultados esperados, ótimo. No fundo isto é o que de fato interessa. 
     
    Abraço, 
    Luiz Alvim 

      MARTINS, César, FTA curtiram isto.



    3  
    FTA   18 jan  

    RENTABILIDADE E DIVIDENDOS ATÉ 2017

    Blz Alvim. ?  
    O IG , seguindo o mesmo raciocínio. , também tem um componente trader.  
    O rebalanceamento obriga a vender excessos e retirar o que é ruim,além de diversificar classes.  
    O que na verdade acho excelente.  
    Também não me considero trader, apesar de mexer mais na carteira, mas sigo uma estratégia que vem funcinando desde 2002 qdo comecei.  
    Simples e muito objetiva de valuation. .. 
    Só entro na bolsa quando desde o último topo cai 35%. ... Ver mais Isso aconteceu em 2002  , 2008 , 2015.Nesse meio tempo tiro os excessos. Mas vou te contar uma coisa, sabe qual foi o meu melhor resultado? Foi comprar um FIA com esse pensamento e confiar na gestão. , estou até hj com ele.Na guepardo investimentos, o valor se multiplicou 30x sem eu aportar mais nada. 21%aa. 
    Tbm tenho o fundo Verde, desde 2006 qdo reabriram, foi bem tbm.  
    Nessa baixa 2015 /16 foi a última compra de ações. Quando vou comprar agora. ......Quando cair 35%do topo. , aí tem muita coisa boa e barata. Geralmente cai até mais. , mas pra não ficar de fora o grosso entra ali e vou aumentando se vier abaixo. , como fiz em 2008 e ainda vi meu patrimônio total derreter 30 % até o fundo. Em 2016 acertei bem perto dos 37000. O que na verdade foi uma pena, pq não coloquei tudo que gostaria. Cheguei a estar no máximo 40% de RV. Somando ações e FIIs, e queria chegar a 70% ,mas o mercado virou pra cima. Agora é paciência de novo. Mas não acho ruim esperar com um ganho real de 3/4% aa na renda fixa, que até se aproxima do DY anual (não o toral)da galera aqui né. ?  
    Conhecia o Leitão desde a época do BRSM forum,sempre fui esses foristas mudinhos, com muito a aprender e pouco pra passar, e sempre gostei de quem mostrava resultado eví que era possivel numa infinidade de estratégias. 
    Fiz o curso do Leitão para conhecer melhor, fou ótimo ,me deu mais simplicidade no olhar, mas sou pão duro, não gosto de pagar caro,então não fiz exatamente o IG. Problema de criação,minha familia também não gosta de pagar por nada caro,vide o fusca do meu pai na foto,rsrsr 
    É mais ou menos essa minha história , Grande Abs  e sucesso à todos nós nessa jornada  e aprendizado sempre.

      shi, José, MOISÉS JR. curtiram isto.



    4  
    Turco   19 jan  

    REFLEXÃO: NOVO PARADIGMA OU "COMO VIVER ...

    Não deixe de ler!! 
    Artigo extenso, mas profundo. 
     
     
    http://fernandessc.w(...)

      Abreu, Pablo, Safo, José curtiram isto.



    8  
    Leitão   20 jan  

    REFLEXÃO: NOVO PARADIGMA OU "COMO VIVER ...

    Oi Turco! 
    Bom dia! 
     
    Muito interessante a leitura e fiquei sensibilizado com o esforço de argumentação do autor, Yuval Harari. 
     
    Concordo com toda a argumentação dele, concordo com todos os diagnósticos sociais que ele colocou, concordo com toda a preocupação dele... Só não posso concordar com a total desesperança e tristeza dele. 
     
    O título do artigo já traz dois temas vitais: "significado da vida" e "trabalho"... 
     
    Quanto ... Ver mais ao trabalho, penso que ele está equivocado. Trabalho tem demais, é o que não falta. Talvez falte "emprego", isso sim. A odisseia da vida exige muito trabalho. Nem todos os trabalhos são de carteira assinada, nem todos geram alguma espécie de status social, às vezes nem são remunerados... mas trabalho, tem demais e sempre terá. 
     
    E quanto ao significado da vida, esse jamais será encontrado enquanto a natureza humana continuar olhando a vida a partir de seu umbigo, tentando encontrá-la a partir de suas capacidades cognitivas, sua "inteligência", seu esforço de "estudo e pesquisa". A a partir de sua ambição por satisfação pessoal, sua "alegria", seu olhar egoísta e solitário. Não! O homem nunca irá encontrar o significado da vida a partir da demanda de seu próprio estômago. 
     
    O significado da vida só é encontrado quando o homem tem a coragem de olhar para si próprio sem auto-piedade e ver sua miséria interior, declarar a falência de sua ética pessoal e adotar uma ética superior ao seu egoísmo. O significado da vida só é encontrado a partir do amor. O amor pela vida, o amor pelo seu próximo, o amor que horizontaliza a tudo e a todos, nos colocando na engrenagem da vida pela vida.  
     
    Assim, não faltará trabalho, esperança, contentamento e significado de vida para aqueles que exercem o amor. Independente de quão estúpida possa ser a sociedade a qual se está inserido...  
     
    O caminho, a verdade, a vida... Onde será que podemos encontrar? Vemos mas não enxergamos, ouvimos mas não entendemos. 
     
    Grande abraço, meu amigo Turco! 
    Leitão

      Luiz_Alvim, Turco, Abreu, joao, Carlão_A, José, Nêgo , Gustavo Garrido curtiram isto.



    2  
    Luiz_Alvim   20 jan  

    RENTABILIDADE E DIVIDENDOS ATÉ 2017

    Olá Seco, 
     
    No meu modo de ver, a estratégia de investir em ações com o objetivo de obter um bom retorno anual em dividendos, através do IG, somente é viável se pensarmos no longo prazo. Sendo muito objetivo, eu vejo três requisitos principais para se obter sucesso com esta estratégia: 
     
    1 – Escolher empresas muito boas para a carteira que, ao longo do tempo, possam apresentar lucros crescentes.  
     
    2 – Ao longo do tempo, fazer uma boa gestão da ... Ver mais carteira e substituir as empresas que não estiverem apresentando um desempenho adequado.   
     
    3 – Reinvestir 100% dos dividendos recebidos na própria carteira. 
     
    Uma vez cumpridos estes requisitos, quanto maior for o tempo que o investidor levar acumulando ações para a sua carteira, melhor será o retorno anual em dividendos (DY da carteira) que será obtido lá na frente. A explicação para isto é simples: se o lucro por ação das empresas crescer ao longo do tempo, mantendo-se o pay-out (percentual do lucro anual distribuído aos acionistas) fixo ao longo do tempo, a cada ano as ações adquiridas nos anos anteriores vão receber mais e mais dividendos. Como o custo de aquisição destas ações é um valor fixo, a relação “Valor dos proventos recebidos no ano/Valor total investido desde o início do IG” vai crescendo gradativamente. 
     
    Com relação ao valor da renda necessária na aposentadoria, em minha opinião, esta é uma conta que cada um precisa fazer para si mesmo, pois depende de situações que são muito pessoais. Para pessoas mais novas, como você, talvez seja mais difícil fazer esta conta agora, pois o seu perfil de gastos atual pode ser muito diferente daquele que você terá daqui a 30 ou 40 anos. Mas, com o passar do tempo, vai ficando cada vez mais fácil estimar os gastos que teremos quando chegar o momento de “pendurarmos as chuteiras”. No meu caso, por exemplo, eu comecei a fazer este cálculo há uns dez anos atrás e, todo ano, faço uma revisão para ir ajustando o valor. 
     
    Abraço, 
    Luiz Alvim 

      Leitão, José curtiram isto.



    4  
    CAK   20 jan  

    [FIXO] LINKS INTERESSANTES

    Para os colegas que necessitam da ferramenta on line. Se fizer o cadastro pode salvar os estudos além de layouts 
     
    http://br.tradingvie(...) 
     
    Tabém acessa banco de dados internacionais

      Abreu, Leitão, Italo Junji, José curtiram isto.



    3  
    Seco   21 jan  

    CRITÉRIOS PARA FORMAÇÃO DE CARTEIRA

      Oi cláudio  
    Não se afobe para montar sua carteira, fiz o curso no início do ano passado e minha primeira compra foi agora em janeiro, muita calma, tenha seus planos bem definidos, aproveite o conhecimento do pessoal daqui, vale ouro!!! 
    E sempre pergunte tudo. Abraços!

      Turco, Cláudio Núñez, Leitão curtiram isto.



    5  
    Turco   26 jan  

    BITCOIN - UMA ALTERNATIVA DE INVESTIMENT...

    Na minha idade a fonética da palavra Criptomoedas leva à lembrança de KRIPTONITA.  
     
    Assim como o SUPERMAN em relação a kriptonita, acho prudente manter distância dessas outras.

      Capt. Gottlieb, Luiz_Alvim, Safo, Roberto Luis Pivetta, Diego curtiram isto.



    4  
    Jorge Carlos   27 jan  

    BITCOIN - UMA ALTERNATIVA DE INVESTIMENT...

    Bom Dia Ronaldo, 
     
    Eu já fiz algumas transferencias de dinheiro usando Bitcoin em 2017.  
     
    Para viagens que eu fiz, na primeira vez eu tava com medo e só comprei bitcoin, e depois transferi para o cartão que ia usar na viagem. Ganhei os 6% de economia em IOF e ainda ganhei no Spread da moeda. Para uma quantia pequena pode parecer pouco mas como foi o dinheiro todo que ia usar durante a viagem ganhei uns 100 euros na operação. 
     
    Na segunda viagem ... Ver mais que eu fiz pensei vou comprar 5 mil e já deixo la 1 mes antes da viagem, se cair eu nao vou morrer, e se subir eu economizo na viagem. E acabou subindo, meus 5 mil viraram 9 mil em 1 mes - gastei tudo viajando, bem prazeroso kkkk 
     
    Esse ano resolvi fazer algumas especulações usando Altcoins. Mas com menos de 5% do meu patrimonio, só por diversão mesmo - nada muito serio. E ainda estou usando as técnicas do Leitão hehehe 
     
    Minha ideia é se eu ganhar alguma coisa, retiro o principal e dps fico brincando com o lucro. 
     
    Uma coisa eu acredito, as pessoas adotaram as crypto moedas mais rapido do que elas foram implantadas, ou seja, ainda não existe uma forma pratica de usar elas no dia a dia - não que isso não vá ocorrer - mas acabou gerando muita especulação. A existencia de crypto moedas já é por si só uma grande invovação para o modelo convencional e ninguem saber ainda exatamente para onde elas vão levar a economia e a politica, mas uma coisa eu acho certa, elas vieram e não devem desaparecer (mesmo que uma possam ser trocadas ou de fato as que foram criadas apenas para armação).  
    Digamos que crypto moedas são igual a ouro. Qual o valor do ouro ? Só o que damos a ele, se um dia ninguem mais gostar de ouro já era. Mesma coisa com as crypto moedas e o grande valor que esse modelo traz é a transmissão de valores sem toda a regulamentação dos governos. O que eu acredito ser uma tendencia do futuro, a tecnologia está permitindo a descentralização de muitas coisas; transporte, hospedagem, já falam de energia eletrica e as crypto moedas. 
     
    Eu usei  a foxbit para comprar moedas, a Poloniex para brincar de trades e aluguel, e o advcash para usar o dinheiro como euro/dollar (atualmente não está funcionando, mas eles estao arrumando uma forma de regularizar para pessoas fora da europa)

      Abreu, Turco, Leitão, José curtiram isto.



    3  
    Roberto Luis Pivetta   28 jan  

    BITCOIN - UMA ALTERNATIVA DE INVESTIMENT...

    Ronaldo, 
     
       Eu invisto em Bitcoin desde agosto do ano passado , minero DASH e possuo ETHOS (BQX). A minha estratégia é muito simples. Eu comprei R$ 500,00 reais em bitcoin e quando valorizou o dobro do valor eu retirei (R$800 reais e deixei R$200). Hoje estou com R$500 reais na bitcointrade esperando valorizar novamente o dobro e repito a mesma estratégia. A bitcointrade é a terceira maior exchange do Brasil , suporte muito bom, limite de R$100 mil para comprar como ... Ver mais vip e taxas boas. Além disso, possui convênio com o BB para não pagar TED de transferência. O volume é menor que o mercadobitcoin e foxbit, porém é uma opção boa de se utilizar. Você sempre tem que cuidar o SPREAD (ÁgioC) no bitvalor.com para não perder na compra e pagar um valor justo.  
      O bitcoin foi criado para substitutir o TED (pagamentos eletrônicos), não tem dono e é descentralizado. Esse é o valor intrínseco. Porém, o mercado transformou em reserva de valor.  Muitos forks já ocorreram nessa moeda. Só o tempo dirá se sobrevive ou não. Já morreu 22 vezes mais do que o John Snow. Se nós pensarmos numa arquitetura de 2 camadas: o bitcoin é a 1 camada  e as altcoins (outras criptomoedas) são a 2 camada. Se ele vai mal as outras vão também. O bitcoin varia muito se da um peido na china ou no japão já influência. É um investimento de alto risco. É pura especulação. O bitcoin jamais vai substituir uma moeda do país corrente. Já foram minerados 80% da moeda. Há boatos que o FED quer fazer o criptodólar. Aí, é o fim do bitcoin. A google possui 3 domínios registrados relacionados a nome de criptomoedas, assim como a amazon. Creio o que importa mesmo é a tecnologia que tem desenvolvida por trás disso o tal blockchain e a plataforma do etherum (pode fazer muita coisa com isso softwares descentralizados utilizando essa tecnologia).  
        

      Leitão, Abreu, José curtiram isto.



    8  
    Turco   29 jan  

    INDICADORES E PRAZO - QUANDO VENDER/ZERA...

    Carlos Vitor, 
     
     
    Desculpe, com este pensamento você não está "fazendo IG", mas sim especulação por swing trade de longo prazo. 
     
    A estratégica do IG não comporta pensamento de realizações, a não ser para: 
    ___ rebalanceamento, que não deve ocorrer antes de uma maturação de no mínimo 5 anos de carteira; 
    ___ substituições de empresas que não mais atendam nossos objetivos estabelecidos quando de sua seleção; 
    ___ necessidade premente ... Ver mais e urgente dos recursos alocados em caráter emergencial; 
    ___ decisão de não mais investir nesta modalidade.

      joao, Leitão, Abreu, Diego, Luiz_Alvim, Raphaelfrf, Capt. Gottlieb, José curtiram isto.



    6  
    Turco   29 jan  

    IMPOSTO DE RENDA _ DECLARAÇÃO 2018 - 20...

    Olá pessoal,  
     
    A partir do dia 01 de fevereiro começarão a chegar os Comprovantes de Rendimentos para embasar a Declaração de Ajuste Anual do Imposto de Renda, ano base 2018.  
     
    Pelo que li nas Instruções Normativas da RECEITA FEDERAL nada muda em relação a Rendas Variáveis.  
     
    Desta maneira, as dicas do Tópico IR-IMPOSTO DE RENDA _ DECLARAÇÃO 2016-2015 continuam válidas, assim como os demais tópicos da etiqueta Imposto de Renda do mosaico ... Ver mais do BUTECO.  
     
    http://leitaoemacao.(...)  
     
    A novidade deste ano que estarei em férias fora do país entre 28/03 e 16/05/2018, sem computador, sem compromisso com o dia a dia e completamente "off line", a exemplo, louvável, do que faz o Mestre quando em férias. 
    Não obstante, estarei à disposição para esclarecimentos de dúvidas pontuais até a data de partida. 
     
    http://pesquisa.in.g(...)      

      JX, Roberto Luis Pivetta, Leitão, Carlão_A, Capt. Gottlieb, Diego curtiram isto.



    4  
    JX   29 jan  

    INDICADORES E PRAZO - QUANDO VENDER/ZERA...

    Oi Carlos Vitor, 
     
    Reitero o comentário do Turco, você não está fazendo investimento desse jeito q está pensando. Uma das primeiras lições do Leitão é ter claro o que é Investimento x Especulação. 
     
    Talvez por vc ter entrado nessa "pernada" de alta da bolsa essa confusão (Investimento x Especulação) veio à tona. Acontece... Aqui temos colegas com mais tempo de cozinha que já tem carteira com mais tempo e nem por isso venderam ações.  
     
    Ter carteira ... Ver mais toda verde é muito bom mesmo, mas controlar os instintos tb faz parte para não lamentar depois. Se você tem empresas cujos fundamentos não acredita mais nesse periodo de 2 anos, talvez seja melhor vc refazer análises e só se desfazer se achar q fundamentos deterioraram, cito como exemplo a Marcopolo que eu tinha.  
     
    Abraço, 
     
    JX

      joao, Leitão, Luiz_Alvim, Turco curtiram isto.



Edição de JANEIRO/2018

 

 

Produzido por: http://leitaoemacao.com/buteco

Edição de JANEIRO/2018

FOLHETIM